de Utilidade Pública Federal - Portaria no. 3935
de Utilidade Pública Estadual (RJ) - nº2464
de Utilidade Pública Municipal (RJ) - nº3048
detentora do Prêmio Estácio de Sá 2002
A SOARMEC LINKS

 

AS MAIS ANTIGAS GRAVAÇÕES BRASILEIRAS



Em 1912, quando participou da Expedição Rondon ao Mato Grosso, Roquette-Pinto utilizou-se de um gravador pioneiro - o dictaphone, com motor movido a mola - para efetuar algumas das primeiras gravações de sons-ambiente, rituais e cantos de indios brasileiros , como "Teiru" e "Nozani-Na". Se Roquette nada mais tivesse realizado, essas gravações bastariam para garantir seu lugar na galeria dos grandes pesquisadores culturais do pais, pois os registros que fez foram ouvidos, transcritos e arranjados por Villa-Lobos, e tornaram-se parte de nosso cancioneiro. Além disso, influenciaram o nacionalismo do compositor - que depois também andou pelo norte do país, fazendo pesquisas musicais. As gravação, que pertencem ao Museu Nacional, foram feitas em cilindros de cera e começam sempre com uma apresentação do próprio Roquette. Clique no cilindro abaixo para ouvir "Ualalocê", uma canção dos índios parecis, gravada há quase um século.


Clique aqui

Por inicitiva do Museu nacional com o apoio da Petrobras, os 20 cilindros gravados por Roquette-Pinto foram enviados para a Alemanha, único país com capacidade de processar este material, para seu beneficiamento e posterior confecção de um CD .
 


 


© Copyright SOARMEC 1999 -2005. Todos os direitos reservados.